Apoiar a Amamentação para um planeta mais saudável.

A Semana Mundial desse ano se concentrará no impacto da alimentação infantil no meio ambiente, nas mudanças climáticas e na necessidade urgente de proteger, promover e apoiar o aleitamento para a saúde do planeta e de todos os seres vivos

A campanha quer incentivar e apoiar as mães para que ofereçam o leite materno como alimento exclusivo até o 6º mês.

Neste mês, lembramos a Campanha Agosto Dourado. Inicialmente, ela era celebrada entre os dias 1 e 7 de agosto, como sendo a Semana Mundial de Aleitamento Materno (SMAM). Mas, dada a relevância do tema, que faz parte de uma história focada na sobrevivência, proteção e desenvolvimento da criança, ela foi estendida para todo o mês. E porque a cor dourada? Porque o leite materno é um alimento de qualidade OURO para bebês e crianças.

Em 2020, o slogan escolhido é “Apoiar a amamentação para um planeta mais saudável”, já que o leite materno é o alimento mais natural, seguro e renovável que há. O aleitamento materno é promovido logo após o nascimento do bebê, independentemente do tipo de parto, no contato pele a pele, se as condições da mãe e do recém-nascido assim o permitirem. Isso estimula o vínculo afetivo entre ambos.

A coordenadora do Centro Materno Infantil do Hospital Divina Providência, a neonatologista Dra Cristina Medina de Melo, lembra da importância do ato de amamentar. “As primeiras sucções estimulam alguns hormônios maternos que favorecem a contração uterina, diminuindo o risco de hemorragias e anemia”. Mas, ela destaca que, em algumas situações, quando o bebê nasce prematuramente ou necessite permanecer na UTI, o leite materno é oferecido, inicialmente, com a técnica de colostroterapia ou por outras vias (sonda, seringa ou copinho) assim que possível. “Este alimento é tão especial e completo, que protege e auxilia o bebê no crescimento e desenvolvimento, além de participar como defesa contra as infecções e evitar alergias”, sublinha a especialista do Divina Providência.

Deixe uma resposta